Chat sexo iphone

Provavelmente não é novidade para ninguém que a falta – ou diminuição – do interesse no sexo é um problema comum entre casais, principalmente para aqueles que estão em relacionamentos longos.

Um estudo publicado recentemente no periódico científico mostrou que, nesses casos, as mulheres têm mais que o dobro de probabilidade que os homens de perder o interesse sexual.

“A comunicação aberta sobre sexo com o parceiro está associada a uma menor probabilidade de ter um baixo interesse sexual.Então, se alguém estiver com um baixo interesse sexual, isso pode ser um bom lugar para começar”, disse Cynthia Graham, professora de saúde sexual e reprodutiva da Universidade de Southampton, ao site especializado .“Isso realça a necessidade de lidar e – se necessário – tratar problemas de desejo sexual de uma maneira holística e específica em termos de relacionamento e gênero.É importante olhar além dos antidepressivos”, ressaltou a autora.“Para alguns, é uma situação natural e normal, mas, para outros, pode ser causa de dor e sofrimento”, disse à revista americana .

Para os homens, a falta de interesse era maior entre as idades de 35 a 44 anos, enquanto para as mulheres o ápice era entre os 55 e os 64 anos.

Para os autores, essas descobertas revelam que a falta ou pouco interesse sexual deve ser abordado de forma diferente para homens e mulheres.

“Nossas descobertas nos mostram a importância do contexto relacional na compreensão do baixo interesse sexual em homens e mulheres.

O estudo revelou ainda que mulheres que viviam com um parceiro eram duas vezes mais propensas a não ter interesse em sexo em comparação com homens na mesma situação.

Em ambos os casos, aqueles que viviam com o parceiro há mais de um ano tinham maior probabilidade de relatar falta de desejo do que os participantes que estavam em relacionamentos mais recentes.

Metade dessas pessoas relevou estarem angustiadas com essa situação.